Convívio Social e Saúde Mental

por Anaclaudia Ramos

Convívio Social e Saúde Mental

A saúde mental – como já falamos em outros textos que estão disponíveis aqui no blog – deve ser levada a sério, e objeto de constante atenção, já que trata-se das nossas emoções e sensações diárias, que somos expostos devido à vida.

Tudo o que acontece ao nosso redor afeta nossas emoções e se não nos conhecemos, não conseguimos lidar de forma assertiva com elas, podendo nos sobrecarregar ou somatizar sentimentos. E são por esses motivos que sempre reforçamos a importância deste cuidado.

Da mesma forma que cuidamos do nosso corpo físico, praticando exercícios ou buscando uma alimentação mais saudável, por exemplo, nossa mente também precisa ser cuidada. Não a negligencie.

Agora, falando sobre convívio social, ou a falta dele – como está acontecendo agora por conta da pandemia do COVID-19 – estamos falando em desequilibrar nossas emoções e como consequência afetar nossa saúde mental. Como assim?

O isolamento tem como consequência a ausência de convívio social, o que resulta em pessoas afastadas dos amigos e família. Com isso, corre-se o risco dessas pessoas serem acometidas pela ansiedade exacerbada ou a depressão, dentre outras questões emocionais.

E, por sabermos e entendermos as dificuldades enfrentadas com o isolamento social, ao longo dos últimos meses trouxemos muito conteúdo relevante sobre pandemia, depressão, ansiedade, autoconhecimento, alta performance, entre outros, justamente para que ninguém se sinta sozinho, pois com toda certeza, tudo o que está acontecendo no mundo também está sendo sentido por todos. Ao terminar sua leitura, volte para a página principal do blog e leia os outros textos. Nossa página no Instagram também está cheia de conteúdo, dá uma passada por lá!

Agora, voltando ao assunto, vale a pena reforçarmos algumas dicas que muito que provavelmente a maioria das pessoas estejam praticando e para quem ainda não começou, comece, pois estamos juntos para enfrentar essa restrição no convívio social e cuidar da saúde mental:

Evite os hábitos que geram ansiedade, como por exemplo ver, ler, ouvir notícias em tempo integral. É necessário se manter informado, mas ficar o tempo todo em contato com isso, pode nos deixar ansiosos ao extremo;

Tome cuidado com a fonte das notícias que tem contato, muitas não são confiáveis e podem conter informações incoerentes ou erradas, trazendo desinformação;

Pratique atividades físicas e relaxamento. Mesmo em casa, é possível que você não fique parado, fazer pausas no Home office com alguma atividade física ou um momento de descanso e relaxamento é fundamental para tornar os dias de isolamento mais leves;

É preciso manter nossas conversas com amigos e familiares, e como não é possível pessoalmente, tenha a rotina não só de trocar mensagens, mas fazer uma chamada de vídeo, ligar e perguntar como foi aquela semana ou final de semana. Esse hábito nos mantem próximos de quem amamos e fortalece os vínculos;

Quanto aos amigos, lembre-se que são uma diversidade, temos vários núcleos, do trabalho, da rua, da igreja, da acadêmica, da escola, da faculdade… uma infinidade e é preciso manter contato com todos, pois cada grupo tem algo a contribuir e aliviar seu dia com uma simples conversa;

E por fim, ajudar o próximo, pois quando você pratica a solidariedade, quando você faz bem a alguém, seja de forma financeira, doando seu tempo com trabalho manual ou escuta, você faz bem a si próprio, ao seu coração, pois se enche de um sentimento de bem estar, de ser útil e também de troca, já que quando você doa amor, você recebe amor!

Convívio Social e Saúde Mental