Janeiro Branco • Um Alerta sobre Saude Mental

por Anaclaudia Ramos

Janeiro Branco – Um Alerta sobre Saude Mental
 
Janeiro representa o mês da conscientização sobre saúde mental. Apesar de se tratar de um tema super relevante e que está sempre em pauta, ter um período específico para tratarmos do assunto, é fundamental para adquirimos cada vez mais consciência sobre o tema e os impactos que a saúde mental tem em nossa vida.
 
Ainda hoje, há muito preconceito em torno do assunto e das doenças que o cercam, como a ansiedade, depressão e demais transtornos. Por isso, a campanha é fundamental para que possamos incentivar cada vez mais as pessoas a procurarem ajuda ao menor sinal de que as coisas não estão indo muito bem, seja consigo ou com alguém próximo. Notar, indicar e procurar ajuda profissional é fundamental para o processo de recuperação e evolução.
 
Estamos em um momento em que grande parte da população sofre do transtorno de ansiedade. A ansiedade é um transtorno que tem como principais características a dificuldade de relaxamento e preocupação excessiva ou expectativa apreensiva, persistente e de difícil controle.
Assim como a depressão, que é uma doença psiquiátrica, que produz oscilação de humor e parte de uma tristeza profunda, com um forte sentimento de desesperança.
 
Como esses exemplos, temos outras doenças relacionadas a saúde mental que, de forma intensa causam prejuízos a vida do indivíduo e de quem o cerca, pois a constância disso acaba atrapalhando suas atividades diárias, sua vida profissional, pessoal e social.
 
Diante disso, enfatizamos a importância de, ao menor sinal de desequilíbrio emocional, ansiedade constante e de difícil controle ou tristeza profunda sem motivos aparentes, que procure ajuda profissional. Ter o apoio de pessoas que entendem e estão prontas para te auxiliar é fundamental e faz toda diferença no processo e tempo de recuperação.
Não negligencie sua saúde mental, não deixe de se cuidar por preconceito ou medo do julgamento alheio. Sua alegria e bem estar é muito importante para ser deixada de lado.
 
Precisa conversar? Acesse nossa plataforma e inicie uma conversa com um de nossos facilitadores. Estamos aqui para te ouvir!